São Tomé e Príncipe representado no UBUNTU FEST e FIGaia2019

País -
UBUNTU FEST e FIGaia2019

São Tomé e Príncipe representado no UBUNTU FEST e FIGaia2019

No passado dia 15 de Setembro realizou-se a 1ª edição do Ubuntu Fest, uma atividade que reuniu cerca de uma centena de Ubuntus participantes das seis edições do projeto, numa programação que incluiu, intercâmbio cultural, visitas e conferência Internacional com convidados de cerca de 8 países, destacando-se a presença do ex-presidente de Timor Leste e  Prémio Nobel da Paz, , José Ramos-Horta que partilhou a sua experiência sobre “A missão dos construtores de Paz”.

O Ubuntu Fest foi uma iniciativa conjunta do Instituto Padre António Vieira (IPAV) e a Câmara Municipal de Gaia no âmbito da 3ª Edição do Fórum Internacional de Gaia 2019 (FIGAIA2019) que decorre de 11 a 22 de Setembro naquele município em Portugal.

São Tomé e Príncipe esteve representado neste evento com uma exposição organizada por dois jovens são-tomenses, Neusa Sousa e Josimar Afonso, participantes da 6ª edição da Academia de Líderes Ubuntu em Portugal, com apoio de quatro jovens portuguesas que anos atrás viveram e desenvolveram projetos sociais em S.tomé.

No espaço de São Tomé e Príncipe os visitantes puderam ver e experimentar o traje tradicional “Sanguê”, o doce de cocô, a açucarinha, o bobô-frito, o café, o chá de folha chalela, de entre outros produtos vindos das ilhas verdes do meio do equador. Além disso, a cultura de São Tomé e Príncipe foi aplaudida após uma pequena apresentação da dança “puita santomé” que pôs todos os visitantes a dançarem no rítimo da “puita calhou, calhou” de Camilo Domingos.

No Ubuntu Fest estiveram convidados de todos os países da CPLP, exepto Guiné Equatorial, e outros vindos da África do Sul, Colômbia e Venezuela. Os protagonistas da exposição aproveitaram a oportunidade para convidar os presentes a visitarem  São Tomé e Príncipe, tendo realçado, por um lado, o facto do país ter sido “destacado no Top 10 de destinos turístico de 2019” da Globe Spots e, por outro, o Turismo sustentável que se está a desenvolver na Ilha do Príncipe, Reserva Mundial da Biosfera da UNESCO.

A Academia de Líderes Ubuntu (ALU) é um projeto de capacitação de jovens provenientes de contexto de vulnerabilidade ou com capacidades para trabalhar nele. A ALU surgiu há  10 anos e “já ajudou 3500 jovens a desenvolver capacidades de liderança” em cerca de 14 países. Em Março de 2018 o projeto chegou a São Tomé, tendo formado cerca de 50 Jovens em matéria de Liderança Servidora inspirado no modelo de Nelson Mandela. Em Julho do ano em curso a ALU voltou a São Tomé e capacitou o primeiro grupo de jovens formadores Ubuntu com mais de 25 jovens que dinamizaram uma Semana Ubuntu à cerca de 40 participantes.

A filosofia Ubuntu está sendo expandida em São Tomé e Príncipe pela Academia Ubuntu STP que se encontra na fase de estruturação como uma ONG de capacitação de Líderes Servidores em São Tomé e Príncipe.

Comentar
 

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais nem utilize linguagem imprópria.

Últimas

Topo