Campanha “NON SA OBÔ”- para a Gestão Sustentável dos Ecossistemas Florestais em STP

Em São Tomé e Príncipe os ecossistemas, além de ricos e plenos de diversidade, são uma importante fonte de recursos, mas estão a ser fortemente ameaçados, encontrando-se neste momento em um estado de degradação que exige intervenção imediata. Neste contexto, foi lançada a campanha “Non Sa Obô” – para a Gestão Sustentável dos Ecossistemas Florestais, que teve o seu início no dia 4 de junho e decorre até maio 2022.

Notícias -
Non Sa obo

A campanha “Non Sa Obô” – para a Gestão Sustentável dos Ecossistemas Florestais é uma iniciativa da Direção das Florestas e Biodiversidade (DFB), no âmbito do Projeto Energia, financiada pelo PNUD e GEF, que pretende lembrar aos santomenses que a floresta é nossa amiga. A Floresta contribui para melhorar a segurança alimentar, as economias familiares através de atividades geradoras de rendimentos ou investimentos a médio prazo, garantir água para todos os usos, atrair turistas e contribuir para a conservação do Ambiente.

A invasão das terras florestais para cultivo, a utilização indiscriminada da madeira para produzir carvão como fonte de energia doméstica, a plantação de espécies produtivas como as palmeiras de azeite e o abate indiscriminado e ilegal de árvores para a construção são alguns dos fatores para a destruição das nossas florestas.

Esta campanha instiga a mudança de comportamentos e atitudes de todos, nomeadamente, dos madeireiros, carvoeiros, decisores políticos, empresários e a população em geral para um consumo sustentável dos recursos florestais.

A capacidade de controlo e fiscalização da Direção das Florestas e Biodiversidade é limitada, devido a carência de recursos técnicos e materiais, que decorre principalmente da ausência de uma política clara e integrada para a gestão sustentável das florestas. Por isso, é crucial que se crie um compromisso nacional de todos os atores envolvidos na gestão das florestas, desde os dirigentes, passando pelos operadores de motosserra e empresários de construção civil, e até os moradores das comunidades próximas das florestas.

Com o mote “Guarda a Floresta, Proteje o Futuro!”, a campanha desafia todos a participarem através dos hashtags: #nonsaobo #somosfloresta e partilhar os posts da página oficial do Facebook da Direção das Florestas e Biodiversidade

Comentar
 

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais nem utilize linguagem imprópria.

Últimas

Topo