MESARO Aurora

Vozes D’Obô escolhe 8 semi-finalistas no dia da poetísa Alda do Espírito Santo

Sem surpresas os concorrentes interpretaram, sozinhos e em duplas músicas nacionais de São Tomé e Príncipe “a capela” encantando o público e tentando conquistar os votos dos jurados.

Cultura -
vozes-obo-st

A segunda gala do concurso Vozes D’Obô, deccoreu no dia 30 d eabril, dia da poetisa Alda do Espírito Santo e contou com a participação de 12 jovens, dos quais oito passaram para a fase seguinte do concurso de caça-talentos que pretende encontrar as próximas vozes da música nacional de São Tomé e Príncipe.

Sem surpresas os concorrentes interpretaram, sozinhos e em duplas músicas nacionais de São Tomé e Príncipe “a capela” encantando o públicos e tentando conquistar os votos dos jurados.

Os oito semi-finalsitas foram escolhidos entre 16 concorrentes, dos quais quatro resgatados da primeira eliminatória que decorreu no Centro Cultural Brasil – STP.

Guilherme Carvalho, músico são-tomense e um dos júris do concurso, realçou que a seleção dos concorrentes “não tem sido fácil” uma vez que estão “perante boas vozes”.

“Tem aqui jovens bastante talentoso e todos nós ficamos surpresos com a capacidade própria de entrega, de querer fazer dos nossos jovens. Portanto, eu creio que é uma tarefa bastante difícil”, disse Guilherme Carvalho.

Este projeto é uma iniciativa do consórcio nacional Tela ON, constituídos pelas empresas que operam nas indústrias culturais e criativas do país, nomeadamente a Tela Digital Media Group, a ON Time e a Krypton.

Últimas

Topo