Covid-19: “Já não há justificação”. Primeiro-Ministro quer melhorias

O Primeiro-Ministro disse que “volvidos esses meses todos, temos a obrigação de ter aprendido um pouco mais”.

Notícias -
Rádio Somos Todos Primos

Jesus Bom Jesus: "eu a priori quero refutar liminarmente estas informações"

O Primeiro-Ministro visitou, esta segunda-feira, 22 de fevereiro, o Hospital de Campanha da Covid-19 em São Tomé e a Unidade dos sintomático-respiratório do Hospital Central. Do que viu, Jorge Bom Jesus disse que “temos que fazer uma reflexão muito mais abrangente” sobre a pandemia e o setor da saúde, tendo defendido a “restruturação de todo esse processo de intervenção”. Bom Jesus disse que “temos que melhorar a gestão a nível geral”.

O Primeiro-Ministro disse que “volvidos esses meses todos, temos a obrigação de ter aprendido um pouco mais”. e reconheceu que no sistema de saúde “há dificuldades a vários níveis”. “É verdade que há dificuldades a vários níveis. Nós estamos numa situação em que faltam recursos meteriais, humanos e financeiros”.

Durante esta visita, Jorge Bom Jesus disse que constatou outros problemas que vão para além da Covid-19. “Desde o probelma dos oxigénios, o problema da água, do calor, da ventilação”. O Primeiro-Ministro garantiu que “nós vamos intervir” para “ajudar o Ministério da Saúde e técnicos a melhorar” porque “a saúde é prioridade das prioridades” para o Governo.

Contudo,Jorge Bom Jesus disse que reconhece o esforço dos profissionais de saúde. “Eu tenho que reconhecer muito esforço que está a ser feito, trabalho em condições dificeis”.

Comentar
 

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais nem utilize linguagem imprópria.

Últimas

Topo