MESARO Aurora

Jorge Bom Jesus levou energia elétrica para duas comunidades do distrito de Lembá

O chefe do executivo, Jorge Bom Jesus, reafirmou que o objetivo deste Governo é “garantir energia para todos” para que ninguém “fique para trás, independentemente do lugar onde escolheu viver”.

Notícias -
Inauguração

O primeiro-ministro e chefe do Governo, Jorge Bom Jesus, inaugurou, na sexta-feira, a energia elétrica nas comunidades de Obô Rosema e Ribeira Palma no distrito de Lembá, num ambiente de muita alegria da população que recebeu pela primeira vez a energia da rede da EMAE desde a independência do país.

“Quando chegava 18 horas, jantávamos e íamos para cama, não tínhamos rádio para ouvir nada, não tínhamos televisão, mas agora com essa energia, já conseguimos ouvir o que se passa no país e no mundo, conseguimos assistir telejornal”, relatou Maria Hortência, mãe de 4 filhos, que vive em Obô Rosema a mais de 20 anos.

“Estou bem feliz, estou bem satisfeita, o que Jorge Bom Jesus fez pra nós”, disse Hortência, apelando ao Chefe do Governo para que não se esqueça também da comunidade de “Santa Teresa”.

Além da energia elétrica, a comunidade de Obô Rosema também enfrenta a dificuldade de “água e estrada”, disse Ailton, um dos jovens residentes na comunidade.

A luz elétrica também deixou de ser um sonho e tornou-se realidade e “alegria” para os moradores de Ribeira Palma.

“Nós vivemos aqui a bastante tempo na escuridão, e hoje nós dizemos: luz, boa entrada”, disse o morador, Manuel dos Anjos Júnior

Albertino Barros, Presidente da Câmara distrital de Lembá prometeu junto ao Governo melhorar também a “qualidade de água” e também fazer um pouco mais para “minimizar a questão da estrada” nestas comunidades.

O chefe do executivo, Jorge Bom Jesus, reafirmou que o objetivo deste Governo é “garantir energia para todos” para que ninguém “fique para trás, independentemente do lugar onde escolheu viver”.

Bom Jesus sublinhou ainda que o Estado tem que “garantir aqueles elementos de base”, “energia, estrada e água, alimentação, educação”, entre outros.

“Esta energia hoje, vos permite entrar na modernidade”, disse o primeiro-ministro no seu discurso, explicando que esta energia, além da parte social tem também uma “vocação económica” que irá permitir aos moradores “produzir mais, garantir o empreendedorismo, transformar os produtos e escoar os mesmos para a venda” nas cidades mais próximas.

“Espero que aproveitem este dia ao máximo e quero que saibam que a página virou. Uma coisa é antes do dia de hoje, e partir deste dia, os vossos filhos já não terão uma infância como vocês tiveram”, Jorge Bom Jesus.

Últimas

Topo