MESARO Aurora

BAD anuncia mais de 1 milhão de euros para São Tomé e Príncipe superar danos das chuvas

“Nesse momento em termos de resposta imediata, nós achamos que é possível encaminhar um fundo entre 1.3 milhões de dólares para as necessidades imediatas”, anunciou o representante do BAD para STP.

Economia -
Chuvas

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) anunciou hoje que prevê apoiar São Tomé e Príncipe com cerca de 1.187.000 euros para recuperar infraestruturas e apoiar o setor privado prejudicados pelas fortes chuvas que atingiram o país nos últimos meses.

 “Nesse momento em termos de resposta imediata, nós achamos que é possível encaminhar um fundo entre 1.3 milhões de dólares para as necessidades imediatas. Olhando para o futuro, obviamente, com novos programas que irão ser implementados podemos também contribuir nas futuras necessidades”, disse hoje o representante do BAD para São Tomé e Príncipe e Angola, Pietro Toigo, após encontro com o primeiro-ministro, Jorge Bom Jesus.

O representante do BAD que se encontra em visita oficial à São Tomé e Príncipe até domingo, explicou que o “apoio de emergência” será direcionado para recuperar algumas infraestruturas físicas danificadas, superar os “desgastes no setor privado e das atividades produtivas”.

Pietro Toigo disse também que analisou com o primeiro-ministro “as prioridades económicas do Governo”, de acordo com programa de cooperação entre o BAD e São Tomé e Príncipe, sobretudo no setor das infraestruturas, energia e agricultura.

“Neste momento nós temos investimentos de cerca de 46 milhões de dólares [cerca de 42 milhões euros] no país, principalmente no campo da agricultura, da energia e das finanças, e era extremamente importante ouvir a orientação do senhor primeiro-ministro em termos de alinhamento das prioridades do Governo”, explicou Pietro Toigo. 

Em finais de janeiro Governo são-tomense solicitou aos parceiros internacionais mais de 33 milhões de euros para recuperar infraestruturas, comércio e apoiar agricultores, após as fortes chuvas que atingiram o país e causaram duas mortes no final de dezembro do ano passado.

O arquipélago voltou a ser atingido por fortes chuvas em finais de fevereiro, que danificaram uma ponte que liga o norte do país à capital, e provocou inundação de residências e o centro hospitalar do distrito de Lembá.

Além do BAD, o Banco Mundial também anunciou 4.5 milhões (cerca de 4.110.000 euros) de dólares para o país fazer face aos prejuízos causados pelas fortes chuvas.

Últimas

Topo