MESARO Aurora

Futebol: Operários do Príncipe sagra-se campeão nacional depois de 18 anos

Com este resultado, Sport Operários e Benfica conquista o 5º título depois de 18 anos, e quebra o jejum das equipas da Ilha do Príncipe que não venciam o campeonato nacional há 9 anos.

Desporto -
operarios

Depois de 18 anos, Sport Operários e Benfica sagrou-se campeão nacional de São Tomé e Príncipe em futebol, ao vencer no jogo da segunda mão, o Desportivo Militar 6 de Setembro por 2 – 1 no jogo realizado no Estádio Nacional 12 de julho.

Esta vitória garantiu um agregado 3 – 2, após o empate (1 – 1) no jogo da primeira mão, que decorreu no estádio regional 13 de junho, na Ilha do Príncipe.

Este é o 5º título nacional conquistado pelas águias do Príncipe que alcançaram o Vitória Futebol Clube do Riboque.

A equipa dos Operários entrou a vencer no jogo, logo aos 7 minutos quando Agostinho na terceira tentativa introduziu a bola na baliza dos militares.

Com a equipa encarnada a pressionar mais nos primeiros 30 minutos do jogo, aos 26 Agostinho bisou na partida, dilatando a vantagem para 2 – 0 (1 – 3 no agregado), resultado que permaneceu até o fim da primeira parte.

Na segunda parte do jogo, os Militares entraram com tudo procurando introduzir a bola na baliza dos encarnados da Ilha do Príncipe, até que no minuto 58, o jogador ‘BH’ reduziu no marcador.

Com este resultado, Sport Operários e Benfica conquista o 5º título depois de 18 anos, e quebra o jejum das equipas da Ilha do Príncipe que não venciam o campeonato nacional há 9 anos.

Na entrega do trofeu, também foram premiados os que mais se destacaram neste campeonato, nomeadamente a equipa de Caixão Grande como a equipa “Fair-play”, o internacional são-tomense, Adérito da Mata “Tinho” (6 de Setembro), como melhor jogador, Valdimilson dos Santos “Esparguete” (6 de Setembro), como melhor guarda-redes, Jaimilson Rocha (Sundy FC), como melhor marcador, Vladimir Viegas (Sport Operários e Benfica), como melhor treinador e Edílio Nazaré como melhor arbitro.

Últimas

Topo