MESARO Aurora

Drop Gi e Cely Mendes prometem continuar a elevar o nome de STP, após 28 anos de carreira

Em entrevista exclusiva à RSTP, os cantores são-tomenses afirmaram que os 28 anos de carreira resulta um percurso “com muito trabalho, muita dedicação, com muita poesia e com muito esforço”.

Música -
Rádio Somos Todos Primos

Os artistas são-tomenses, Drop Gi e Cely Mendes comemoraram no dia 27 de agosto, os 28 anos de carreira musical, num espetáculo que aconteceu no Centro Cultural Malaposta, Portugal e contou a participação de mais de 20 cantores nacionais.

Em entrevista exclusiva à RSTP, a dupla são-tomense, Drop Gi e Cely Mendes, falaram sobre as suas carreiras musicais, tendo afirmado que os 28 anos de carreira “é a soma de todos trabalhos, desde o primeiro passo” em 2009 até a data presente.

“Esses vinte e oito anos de carreira é a soma de todos os trabalhos, todo o percurso de Drop Gi e Cely Mendes, desde o primeiro passo até esta data, com muito trabalho, muita dedicação, com muita poesia e com muito esforço, até chegar esta data. Não foi muito fácil, porque sabemos que hoje em dia para manter uma carreira musical, exige recursos, e não são poucos”, disse Drop Gi em entrevista à RSTP.

Cely Mendes considerou que a festa dos 28 anos de carreira da dupla “foi saudável”, tendo contando com a participação de mais de 20 cantores nacionais.

“Gostei da presença que tivemos, e dos cantores que estiveram lá presentes, foi por uma boa causa, os nossos 28 anos de carreira, também fizeram o percurso todo [connosco] durante esse tempo, foi muito saudável a festa, gostei da festa”, frisou Cely Mendes.

Segundo o cantor são-tomense, Drop Gi o dia foi marcante para a carreira da dupla. “Esperamos que futuramente daqui a mais um ano que a gente possa repetir mais anos de carreira se Deus quiser [e] se houver saúde, enquanto isso não vamos parar, vamos trabalhar sempre, a mostrar sempre o trabalho de casa de bem feito, para que a nossa música ganhe um impulso nos quatro cantos do mundo, e levar o nome do nosso país”, acrescentou o cantor.

A dupla começou em 2009 com o álbum “Dia do Homem”, e em 2015 veio o segundo trabalho discográfico intitulado “Rendez-Vouz”, e continuando com vários singles.

Em setembro do ano passado, a dupla lançou o vídeo clip “Tens Valor” que representa paixão, amizade e trabalho, sendo uma dedicatória de Cely Mendes para Drop Gi.

Questionados como tem sido a música são-tomense nos últimos tempos a dupla reconheceu que o crescimento e a evolução têm sido notórios.

Para Cely Mendes “a música são-tomense tem evoluído muito”.

“Não está naquela coisa que a gente ficava muito limitado em certas paragens, mas agora já tem muita diversidade, já vejo isso muito amplo, os cantores estão mais abertos, certos tipos de músicas, fazem tudo um pouco”, disse.

Entretanto, para Drop Gi, há muito ainda para se fazer pela música nacional.

“Estou a referir por mim próprio, eu acho que temos que ser mais exigentes com o nosso próprio trabalho. Porque há muitos artistas sim, e hoje em dia já aparecem com trabalhos com muita qualidade, bem caprichado em termos de vídeo e composição também, já não é, como era antes, já estão a melhorar muito” precisou Drop Gi.

“Mas, deixa-me dizer que, ainda há algo a fazer na música são-tomense […] hoje em dia, os jovens estão mais preocupados em fazer a música, e não estão preocupados em fazer carreiras. Jovens estão preocupados em fazer música, e esforçar a música a tocar […] mas eu acho que é um pensamento muito errado, porque a música é uma coisa que veio para ficar e tem que se compor com cabeça, tronco e membro”, ressaltou.

Comentar
 

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais nem utilize linguagem imprópria.

Últimas

Topo